sábado, 6 de junho de 2009

A Campanha Inesquecível

De um telefonema há pouco, com um grande amigo e GM meu, que andava com questões elocubráticas sobre mestragem.

Passamos tempo horrores planejando A Campanha Inesquecível. Tanto, tanto tempo que a dita vida adulta menos e menos nos dispõe, que simplesmente não mestramos.

A Campanha Inesquecível tem mapas, histórias, folclore definidos. Suas descrições são vívidas a cada momento. Tem grandes sagas, várias rodas ao mesmo tempo em diferentes momentos da cronologia, momentos de puro role-play assim ação e combate eletrizantes. NPCs profundos, capazes de atos nobres inspiradores, assim como das mais vis traições.

A Campanha Inesquecível é aquela que seus jogadores ainda estarão falando dela daqui a 20 anos, e olharão ao redor para o que jogam e suspirarão, porque "não é a mesma coisa".

Quando, na verdade, a Campanha Inesquecível acontece. Pega a gente de surpresa. Nosso pecado é , a partir das coisas boas de uma delas, querer acreditar que há uma fórmula em seu planejar, e de tanto que planejamos, acabamos por nos afogar em tantos detalhes.

E a verdade é que queremos ser o Tolkien do RPG e, com isso, protelamos a mestragem. Simplesmente não mestramos. Há um estranho conforto nisso. Nós já sabemos que ela seria, embora ela nunca venha a ser.

Nada mais contra-producente.

3 comentários:

otelhado disse...

O Grande Jogo que Não Houve. Pois é.

E graças a Deus pelas elocubrações na hora certa. Agora vamos parar de falar abobrinha e jogar ;-)

-Daniel

Leandro R. Fernandes disse...

"A Campanha Inesquecível tem mapas, histórias, folclore definidos. Suas descrições são vívidas a cada momento. Tem grandes sagas, várias rodas ao mesmo tempo em diferentes momentos da cronologia, momentos de puro role-play assim ação e combate eletrizantes."

Graças a uma idéia que tive em idos de 2000 - e a estupidez de comentá-la com os colegas ao redor - até hoje ouço "E aí? Quando vai sair aquela crônica?".

Felizmente deixei de lado projetos megalomaníacos, dedicando-me àqueles que não demandem mais do que uma vida.

Luiz Felipe Vasques disse...

Pois é. A Campanha Inesquecível - você tinha que estar lá!

A começar pelo GM... :)